Será que há bicicletários suficientes nos principais centros urbanos?

Pedalar em um dia de sol e percorrer os pontos turísticos de uma cidade realmente é gratificante, ainda mais para quem é apaixonado por bike. Mas e na hora de guardar a magrela? Será que museus, parques, faculdades oferecem bicicletários para quem os visitam? Aline Cavalcante mostra se os principais pontos turísticos e de entretenimento de São Paulo estão prontos para receber quem chega nesses lugares de bicicleta. Confira:

Comentários

  1. Emmanuel M Favre-Nicolin

    Aqui em Vitória, é um problema, não temos bicicletários na cidades, na praia perto dos comércios, teatro museu. Só dá para andar de bike. Para parar é mais complicado. Sem bicicletários bons ficamos a mercê de um ladrão… Desincentivando o uso e a compra de bicicleta. Eu acho que falta um pouco de lobby (positivo) dos construtores de bicicleta. Não sei se é possível?
    http://vitoria-sustentavel.blogspot.com/2011/11/tecnica-para-prender-sua-bike-com.html
    http://vitoria-sustentavel.blogspot.com/2011/09/primeiro-bicicletario-publico-de.html